O que você prefere

Rafael Rabelo

Acredite em mim quando eu digo que te entendo. Eu tenho aquela consciência de gente sensível e o pensamento dos homens cafajestes, então acredite em mim quando digo que te entendo, porque é verdade.
Você fica aí, fazendo pose, esperando um cara especial enquanto torce pra que qualquer um apareça e te roube, te deixe sem ar e sem saber o que fazer. Toda essa sua fachada de misteriosa, essa pompa de impossível, esse seu jeito de somos apenas amigos, há, isso não me engana.
No fundo você é carente de sexo e de paixão, e toda essa sua melação romantica não passa de uma desculpa pro seu medo se tornar justificado. No fundo no fundo, você gosta mesmo é o gosto amargo de quem não fica de frescuras sentimentais.
Você prefere é aquele cara maneiro, com bom gosto pra música e pras coisas boas da vida, barba por fazer e um jeito suave de fazer as meninas sofrerem.
Esses monstros em pele de cordeiro, que eu sei que você secretamente ama e deseja.
Não os príncipes, esses você não ama, nem amaria nunca aquele jeito afetado, frescurento do tipo “eu vivo só pra você”, eu sei que na verdade você acha esse tipo fraco e frágil, e que você quer mesmo é um cara pra te tirar das mesmices do dia a dia, pra te levar nas festas nos lugares mais suspeitos, pra te contradizer e te negar uma, duas, mas não três vezes.
Gente que concorda com a gente em tudo é tão chato e maçante, não é? Eu sei que você vai negar isso dizendo que “não, não é assim tão simples” ou que as coisas são mais complicadas. Toda essa ladainha de gente tentando fugir.
Mas eu sei a verdade, por que olho nos seus olhos e não vejo nenhuma deusa, astro ou qualquer outra coisa além de uma mulher, que por sinal, quer estar viva e quer mais do que tudo no mundo se libertar de toda essa hipocrisia desse cotidiano barato, mas não consegue fazer isso sozinha pois machuca e só um monstro pra te ferir assim, com você implorando pra parar porque dói. No começo sempre dói, não é? Choramos no primeiro folego de vida, no primeiro amor, na primeira vez… É sempre doloroso o começo de qualquer mudança séria.
Mas depois melhora e você se sente livre com aquele cara mal-encarado, mas que no fundo, bem no fundo, você sabe que é gente boa. Se essa fuga puder ser numa harley devidson, melhor.
E não me olhe assim.
Eu disse que entendia.

.

.

.

Ok, esse post é o de semana passada, só tava muito ocupado pra terminar de revisar… Um texto bem egocentrico e tudo mais. Com cara de eu sei de tudo, mas eu gostaria de lembrar que EU NÃO SOU O QUE EU ESCREVO, portanto critiquem o texto, mas não me critiquem. É ficção (ou mais estranho que ela). 😛

Vou aproveitar e desabafar um pouco sobre a vida.

Ultimamente tem faltado sentido nas coisas, não que elas precisem, mas sem sentido a vida fica descontrolada e fatal. Eu já nem sei mais o pensar da vida na verdade, por quê ela é irônica demais. Uma hora ela te dá uma festa, na outra você está sozinho, na chuva, no frio.
Talvez o culpado seja eu, que mudei mais drasticamente que o clima. Dificil dizer, e é isso que eu quero dizer. Tá dificil dizer qualquer coisa hoje em dia. Eu já nem sei mais o que pensar… E nisso quem sofre é a minha literatura, que acaba sendo bombardeada por influências pra suprir minhas faltas.
E sabe? Eu realmente não sei o que falta!
No fundo no fundo, acho que é a velha solidão da minha vida tornando-se mais destacada devido a minha atual falta de propósito, e o resto sou eu dando voltas nos meus pensamentos pra não ter que encarar a dura realidade. No final das contas, juro que voltei ao que eu era quando tinha 14.
O que é bom, na verdade.
Ou pelo menos eu espero que seja…

Sobre Trovador

"Porque eu sou do tamanho daquilo que sinto, que vejo e que faço, não do tamanho que os outros me enxergam" Carlos Drummond de Andrade, meu Mentor Ver todos os artigos de Trovador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: